Mikkeller abre seu primeiro bar em Madrid e a cidade se estabelece como capital cervejeira

Há 13 anos, a palavra Mikkeller não significava nada para quase ninguém. Atualmente é referência de cerveja artesanal e se prepara para abrir seus 45º estabelecimento no mundo e primeiro em Madrid, consolidando a cidade como uma importante capital craft europeia.

Como em muitas histórias do setor, Mikkeller também começou com dois home brewers: o professor de matemática e física Mikkel Borg e o jornalista Kristian Klarup Keller, ambos dinamarqueses. Em 2006, decidiram transformar o hobby em um negócio e, embora Keller tenha deixado a empresa em 2007, Borg seguiu adiante e transformou Mikkeller em um negócio que gerencia bares, restaurantes, lojas, festival e inclusive produz destilados e chocolate.

Foto: Theis Mortensen

O bar madrilenho é uma iniciativa de seu sócio e amigo dinamarquês Thomas Rohde, que também é responsável pelo bar de Barcelona aberto em outubro de 2015. “Estamos já há três anos em Barcelona e queríamos apoiar com outro grão de areia, incentivando a cena em Madrid com um bar diferente, com um estilo muito nórdico e contando com 21 torneiras de cerveja sempre muito fresca”, conta Rohde.

Bar Barcelona

Frescor e inovação são palavras que definem Mikkeller – e chaves das cervejeiras de sucesso atuais. Em pouco mais de 12 anos de trajetória, a marca dinamarquesa lançou mais de 2.500 referências, o que representa cerca de 4 novas cervejas por semana, de IPAs a Imperial Stouts, de lambics a sem álcool.

Bar Taipei

No bar de Madrid, o cliente sempre vai encontrar novidades em 16 grifos, mas cinco deles serão fixos e homenageiam a rua em que está instalado. “Mikkeller abriu seu primeiro bar no bairro de Vesterbro, em Copenhague, e dali saem os nomes das ‘house beers’ de Mikkeller, cinco cervejas que sempre são encontradas em todos os bares a nível mundial, que são cervejas básicas, mas muito boas. Em cada cidade que estamos nomeamos essas cervejas com o nome do bairro. Em Madrid já existe uma marca conhecida que se chama Malasaña e, para respeitar isso, escolhemos ‘La Luna’ como bairro, já que estamos na ‘Calle de la Luna’”.

Além da  La Luna Pils, Vit, Luna Brown, Spontan (lambic) e IPA, no bar Mikkeller Madrid o consumidor encontrará não só cervejas da marca dinamarquesa, mas também outras bastante reconhecidas. “O importante para nós é que haverá muita rotação. Serviremos cervejas locais espetaculares junto com o melhor de Mikkeller, Warpigs e People Like Us”, antecipa o sócio. Além das torneiras, haverá mais de mais de cem de rótulos na geladeira.

Para acompanhar a cerveja, Rohde promete que a comida estará à altura. “Contamos com uma cozinha completa, oferecemos gastronomia para acompanhar as cervejas com ‘tapas’ locais, mas também incluímos sempre um toque nórdico, seja smørrebrød ou coisas de temporada. A comida e o serviço no local têm que ter sempre o mesmo nível e qualidade das cervejas”.

Para alcançar a excelência, mais de 40 pessoas de quatro nacionalidades trabalharam no projeto do bar da capital. A nível global, as cifras se multiplicam, mas a expansão do negócio acontece de maneira orgânica e, em certo sentido, centralizada, já que Mikkeller não opera com franquicias e sim com “friend-quicias”, brinca Rohde.

Bar Koelschip – Copenhague

Com isso, seus bares conseguem refletir tanto a identidade da marca como da cidade em que estão localizados, seja incluindo a gastronomia local no menu ou servindo cervejas da região em suas torneiras. “Madrid está avançando muito esses anos, tanto em brewers locais com cerveja de alto nível, mas também em bares e restaurante dando o melhor aos seus clientes. Vejo uma desaceleração na Catalunha do mundo beer geek e estamos vendo que o consumidor geral está buscando cada vez mais cerveja de alta qualidade”.

Dos erros e acertos da experiência de Barcelona e outros bares espalhados pelo mundo, Rohde diz que aprendeu muito, mas ressalta: “aterrissamos com uma mente aberta para aprender como funciona o mercado em Madrid e com muita vontade de conhecer os clientes”. Sua vontade só não é maior que a dos madrilenhos e visitantes da cidade, que, embora provavelmente não saibam o que significa o nome Mikkeller, relacionam a uma das marcas mais importantes do sector craft a nível global.

*Esta entrada será atualizada depois da inauguração com mais fotos e informações.

Larissa

Jornalista e beer sommelière brasileira morando em Madrid desde 2011.

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Instagram
Something is wrong.
Instagram token error.