Cinco bares de cerveja artesanal em São Paulo

Apesar de ser paulista, moro em Madrid há mais de seis anos e a verdade é que amor pela cerveja artesanal começou pouco antes de vir pra cá, por isso tenho que admitir que sei pouco sobre o cenário craft na cidade, assim como provei consideravelmente menos cervejas brasileiras do que gostaria. Quando estive aí nas férias, aproveitei para provar algumas coisas e vem dessa experiência fugaz na cidade essa lista de cinco bares de cerveja artesanal em São Paulo.

Sem dúvida, a principal concentração de bares de cerveja artesanal na cidade está na Zona Oeste. A variedade de estilos, a diversidade de marcas, o uso de produtos nacionais, a criatividade dos rótulos e o atendimento claro e bem informado chamaram minha atenção. Infelizmente, os preços também – mas nada que destoe do custo de vida da cidade em geral e dos impostos que incidem sobre a cerveja artesanal no Brasil, algo que deve mudar um pouco com a entrada do setor no Simples Nacional.

Vamos às dicas:

Capitão Barley

Com 150 referências em garrafa ou lata e 15 torneiras onde predominam as marcas nacionais, o Capitão Barley conta com um ambiente tranquilo e agradável, ótimo tanto para tomar uma cerveja depois do trabalho quanto para ir com os amigos e petiscar antes de curtir a noite. No cardápio, há hambúrguer com raclette de requeijão do norte e carne seca, bolinho de abóbora e stick bread.

O grande diferencial é que não há um balcão separando os clientes dos garçons, o que torna a conversa bastante fluida. Além disso, vale a pena pedir recomendações ou tirar dúvidas, já que todos têm formação como sommelier e alguns até produzem cerveja. Sem dúvida, a parte mais gostosa do bar é o “quintal”, uma área externa onde você pode degustar sua cerveja no estilo “biergarten” alemão, compartilhando a mesa.

Nas torneiras você também vai encontrar cervejas próprias, como a IPA e a Weiss. O espaço é dog-friendly e o perfil do público é bem variado, misturando famílias, executivos e beergeeks.

Cervejaria Nacional

Único brewpub da lista, a Cerveja Nacional possui cinco rótulos fixos que fazem referência às lendas nacionais, como a Y-Îara Pilsen, a Sa-Si Stout e a Kurupira Ale. Você também poderá encontrar alguma sazonal na torneira.

Se as opções de cervejas são reduzidas, o cardápio de comidas compensa com muitas opções. O público vai mesmo para comer bem e tomar uma cerveja saborosa, mas sem arriscar muito. Recomendo para ir com aquele grupo de amigos que ainda não é super adepto às cervejas craft e para quem procura algo animado, já que rola música ao vivo.

Âmbar Cervejas Artesanais

O foco desse bar moderninho é a cerveja e isso fica claro logo ao chegar, quando você dá de cara com um enorme balcão e as 15 torneiras de chope que ele oferece, todas nacionais – algumas mais conhecidas e outras nem tanto.

Se você quiser uma referência internacional (ou algo que não está on tap), basta checar as latas e garrafas na geladeira, porque a variedade é grande.

O atendimento no Âmbar foi ótimo e eles ainda colocam um growler (cheio de água) na sua mesa, caso você queira limpar o paladar entre uma cerveja e outra.

 Delirium Café SP

A famosa marca belga tem não um, mas duas filiais no Brasil e uma delas está em São Paulo. São 24 torneiras de chopes importados e nacionais, sem deixar de fora as cervejas da marca – é claro! Além disso, conta com uma carta com cerca de 400 referências.

A grande diferença em relação à original belga é que aqui há também um cardápio de comidinhas para acompanhar. O ambiente, no entanto, não me pareceu tão animado (mas isso talvez seja porque visitei o bar numa terça-feira).

Se você está a fim de conhecer outras filiais de cervejarias estrangeiras, há outras duas no bairro: a Goose Island e a Brew Dog. Dá até para fazer um tour a pé.

Empório Alto dos Pinheiros

Para fechar o tour, não poderia deixar de voltar ao EAP, que completa dez anos de existência neste ano, sendo um dos pioneiros da cerveja artesanal em São Paulo. Atualmente conta com mais de 40 torneiras, nas quais você pode encontrar desde uma clássica pilsner tcheca até uma lambic e uma carta de referências em lata e garrafa impressionante!

Este é o principal ponto de encontro dos beergeeks, já que o bar sedia muitos eventos de lançamentos e meet the brewer, entre outros. As opções gastronômicas para acompanhar a cerveja também não decepcionam.

E vocês, que bares de cerveja artesanal em São Paulo vocês recomendam?

Larissa

Jornalista e beer sommelier brasileira morando em Madrid desde 2011.

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Instagram
Something is wrong.
Instagram token error.